HOMENAGEM AOS SONHOS E ÀS ROSAS

Rosa1

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

 

Certa noite acordei conversando com uma rosa!

Parece incrível, parecia loucura, o desvario de uma alma atormentada…

De uma alma aprisionada defronte ao abismo profundo da vida!

Mas aquela flor frágil e delicada mudou a minha vida!

 

E disse a rosa:

– queres ser grande, sonha!

– queres ser livre, sinta!

– queres ser amado, ame!

– queres mudar o mundo, acredite!

– a verdadeira riqueza da vida está na ação, e não na espera interminável.

– Sonhar, sentir, amar, acreditar não são substantivos, são verbos,

E por serem verbos, exigem um comportamento ativo!

 

As frases são simples, singelas, talvez óbvias, eu sei…

Mas quem disse que a grandeza não está na simplicidade?

Quem disse que precisamos de fórmulas complexas para orientar a nossa vida?

Quem disse que não podemos ser ensinados por uma rosa?

 

Numa sociedade dominada pela velocidade e pela competição,

Não somos capazes de olhar para a beleza dos pequenos símbolos que nos cercam!

Deixamos nossos olhos serem ofuscados pelo Sol, ao contrário de apreciar a beleza do alvorecer…

Tememos a noite, ao contrário de aceitarmos a milagrosa iluminação da luz da Lua…

Brigamos com árvores, negamos vida aos pássaros, ignoramos as flores…

 

Pois lá estava a rosa,

Diante da minha mente racional,

Com suas pétalas delicadas,

Apenas querendo dizer o que muitas vezes esqueço,

Que sonhar também é sentir, lutar, viver…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s