QUANDO EU PARTIR!

POR DO SOL LAGUNA DOS PATOS (2)

Foto: Por do Sol na Laguna dos Patos (Sandro Miranda)

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

 

Quando eu partir, quero que todos cantem!

A música liberta as partes mais brilhantes da alma,

Permite que sonhos falem por si,

Que vozes caminhem pela imensidão do espaço desconhecido…

 

Quando eu partir quero que bandeiras vermelhas sejam desfraldadas,

Vermelho é uma cor que aquece e demonstra vigor.

Além disso, é a cor da Revolução, da transformação,

Vermelho também é a cor utilizada para traduzir a força avassaladora das paixões…

 

Quando eu partir não quero silêncio, nem sofrimento,

Não há beleza no sofrimento, e o silêncio, quando frio, tem ares de tortura…

Quero que todos os pássaros sejam libertados,

E que a sua revoado possa colorir o céu…

 

Quando eu partir quero minhas cinzas no mar,

Nada é mais forte e instigante do que a bravura dos Oceanos,

Nada é mais valente do que a quilha dos barcos rompendo as ondas,

E o mar é o infinito que nos liga com o mundo…

 

Mas isso eu quero apenas quando eu partir!

Hoje quero a luz da vida,

Que meus passos possam ter significado de alegria,

E que a minha voz possa romper com as barreiras nas nossas limitações humanas…

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s