O SIMBOLISMO E O TEMPO

viagem-no-tempo

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

 

Quisera ter o talento para produzir a dobra do tempo,

Para viajar entre mundos e corrigir o curso dos meus próprios erros:

Atos inadequados, palavras não ditas, momentos perdidos, passos não dados…

Poder ajudar àqueles que não vi ou, que simplesmente, esqueci!

 

Mas tal medida não é possível, salvo no mundo dos sonhos.

Estamos aprisionados numa cápsula de tempo e espaço que nos limita,

Transcender as cordas dimensionais ainda é um desafio,

E uma eterna fonte de incertezas, ansiedade e arrependimentos!

 

Se nos versos e na força de nossas palavras podemos alcançar o céu,

Agir como deuses, como serem transformadores e revolucionários,

A triste restrição da nossa mortalidade humana é um choque!

Somos derrubados pela lei da gravidade e pela lógica dos sonhos perdidos…

 

A dura frieza da realidade nos impõe a necessidade de caminhar,

E de esquecermos a magia da infância ou das paixões.

Como uma rocha perdida na praia somos moldados pelas ondas da vida,

E nos transformamos, aos poucos, em peças esquecidas…

 

Talvez, eu digo talvez, ainda poderemos encontrar redenção!

Mas não na mistificação dos fatos e dos acontecimentos,

Nem na produção de ilusões inalcançáveis,

Mas no enfrentamento, real e direto, do abismo do nosso ser…

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s