O CANTO DA JUSTIÇA E DA ESPERANÇA

dom-quixote

Foto: Ilustração de “Dom Quixote“, personagem de Miguel de Cervantes que sempre lutava pela justiça.

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

 

Não me venham com a pregação do medo,

nem com o argumento da força desmedida.

Meu coração não aceita mais a armas da injustiça,

e nem se submete ao desrespeito à minha liberdade insurgente.

 

A Justiça não é um órgão de poder,

nem um elemento metafísico do direito.

É uma força concreta incontestável,

que cresce com a presença da igualdade e da solidariedade.

 

A esperança não um engodo para os infortúnios,

é, em essência, a energia motriz da luta pelas transformações,

a base da construção de um novo mundo,

e caminha ao lado da justiça.

 

Ambas clamam por passagens e se colocam diante das barreiras,

convocam os utopistas para concretizar seus sonhos,

e aos esquecidos e emudecidos pelas máquinas de ódio,

a firmarem linhas para uma batalha premente!

 

Não existirão seres mais corajoso do que os lutadores pela justiça,

nem mais lúcidos do que os defensores da esperança!

Não serão necessárias armas que causem feridas,

pois os amantes do ódio e da opressão sempre temeram a nossa força e altivez…

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s