PRECONCEITO SOCIAL É O ÚNICO ARGUMENTO DOS GOLPISTAS

balas_eldorado

Foto: Balas utilizadas no massacre de Eldorado dos Carajás (PA) em 17 de abril de 1996.

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

 

Qualquer análise política que tire do foco o preconceito social como único argumento real dos golpistas é uma falácia. No centro da rebelião conservadora estão a ojeriza a políticas públicas que direcionaram as mudanças sociais dos últimos anos como o Bolsa Família, o “Minha Casa, Minha Vida”, Inclusão Produtiva, Fomento à Agricultura Familiar, PROUNI, dentre outros.
Os ataques ao PT e seus militantes realizados por segmentos do Judiciário e do Ministério Público tomando por fato supostos casos de corrupção foram esfacelados com a votação da comissão processante instalada na Câmara por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), onde 35 dos 38 votantes a favor do golpe são investigados ou processados por corrupção. Aliás, o principal maestro do golpe e novo ídolo da Rede Globo, como todos sabem, possuem diversas contas ilegais no exterior e faz parte de todas as listas e de todos os escândalos de corrupção, desde quando começou a atuar nos Parlamentos.
Outro ponto chave tem sido o esforço da Procuradoria Geral da República para arquivar os escândalos que envolvem o Senador Aécio Neves (PSDB-MG), como as contas em Liechtenstein, enclave bancário europeu conhecido pela proteção do sigilo financeiro e pela lavagem de dinheiro de corrupção e de criminosos nazistas, o que demonstra a ausência real de interesse do referido órgão em combater a corrupção.
Sejamos honestos: as famosas pedaladas fiscais não existem! A movimentação do orçamento é uma prerrogativa do Chefe de Governo. Como no Brasil não existe separação entre Chefe de Estado e Chefe de Governo, conforme decidido soberanamente por cidadãos e cidadãs em um raro plebiscito realizado ainda no início da década de noventa, a gestão das contas públicas é atribuição da Presidenta da República.
Então, o que sobrou para aqueles que defendem golpe? Resposta simples: preconceito! Do lado dos golpistas estão os fascistas que não aceitam a eleição de um operário nordestino ao cargo maior do país. Também estão os misóginos machistas que não admitem uma mulher comandando a Presidência. Encontramos os canalhas que não aceitam leis mais rigorosas de transparência na gestão da coisa pública e no combate à corrupção, ou ainda a participação direta da sociedade na definição dos rumos da nação. Está a mídia que tem medo da abertura das suas contas de financiamento. Os ruralistas e latifundiários que não aceitam programas de reforma agrária e combate ao trabalho escravo. Os dominados pelo “complexo de vira-lata” que não aceitam ver a produção intelectual brasileira superando as matrizes norte americana e europeia. Os racistas que não aceitam negros e indígenas nas universidades. Os patrões opressores que não aceitam o pagamento de salários mais altos aos seus funcionários ou direitos trabalhistas para os trabalhadores domésticos. Os reacionários que temem a transformação social conduzida por partidos de esquerda, como o PT, o PCdoB e o PSOL. Os homofóbicos e machistas que temem a criminalização das suas condutas. Em síntese, do lado do golpe estão os mesmos de sempre, aqueles que odeiam a democracia, temem as liberdades democráticas, não gostam de encontrar com pobres em aeroportos e que ainda acham que os trabalhadores só existem para servi-los.
No dia 17 de abril, data escolhida à dedo por Eduardo Cunha para processar o seu golpe, curiosamente dia do vergonhoso massacre de 19 trabalhadores sem-terra pela polícia em Eldorado do Carajás (PA), todas as máscaras cairão! De um lado, junto com Dilma, Lula e as forças democráticas estarão aqueles que ainda sonham por um país melhor, com mais igualdade e direitos humanos. Do outro, a escumalha golpista, carregando consigo todo o ódio armazenado durante 13 anos de transformações sociais.

 

 

 

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s