MINHA REBELIÃO

funeral_por_el_anarquista_galli-carlos_carra_1911

Foto: Funeral por El Anarquista Galli, por Carlos Carra (1911).

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

 

Minha rebelião não tem nome.

É uma interminável luta contra o silêncio,

contra a opressão dos modos controlados,

contra o ódio e a manipulação.

 

Minha rebelião é a voz dos sentidos,

é  a vontade de ouvir o cantar das ondas,

de tocar o infinito,

de abrir os olhos cerrados pelo medo.

 

Minha rebelião é contra os projetos perfeitos,

contra a agonia dos desejos reprimidos,

é uma explosão profunda de sentimentos.

 

Minha rebelião é um começar novamente.

É a construção de caminho para a concretização de sonhos,

é um andar entre curvas traçadas pelas utopias…

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s