A ROSA DOS SONHOS

o-pequeno-principe-e-a-rosa

Foto: referência ao Pequeno Príncipe, de Saint-Exupéry

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda

Contam que se olharmos para os lugares certos,

é possível encontrar uma rosa.

Mas não é uma flor comum,

ela pode surpreender até o mais sábio dos seres humanos.

A rosa dos sonhos brota em locais que não percebemos,

dribla as nossas aflições e com a sua leveza, transforma, reconstrói, redime,

nos faz aprender que o tempo é um aliado

e que a verdade não morre.

As pétalas desta rosa são suaves,

como é suave o olhar de uma criança em dias de Sol.

Seu perfume somente é sentido quando abrimos o coração,

ele cresce com a força das nossas emoções.

A rosa dos sonhos, mesmo quando esquecida, resiste.

Ela pode diminuir seu vigor quando endurecemos o espírito,

quando proclamamos o ódio e a injustiça.

Mas nunca morre, ela tem o vigor interminável das ondas do mar.

Existem infinitas rosas dos sonhos,

como infinitos também são os sonhadores.

Ela não morre quando estamos tristes,

pois cada lágrima é apenas um sonho que renasce.

Se quiseres encontrar a rosa dos sonhos,

deves abrir sua alma, entregar-se aos mais profundos sentimentos.

Deves abandonar o flagelo das culpas e dos julgamentos

e, mesmo assim, perceberás que ela é intangível.

Porque a rosa dos sonhos não pode ser vista.

Pelo menos não com os olhos racionais que nos comandam.

Ela somente pode ser sentida, faz parte do nosso ser,

não envelhece, não se destrói e não se perde. Seu nome é esperança!

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s