NÃO QUERO AMAR

1357c64ad2b0284

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda

 

Não quero amar com sofrimento,

nem por dor, nem por lamento,

nem por pura resignação.

 

Não quero um amor aprisionado,

em gaiolas de vidro enjaulado

só para a minha admiração.

 

Só quero amar com liberdade,

sem subterfúgios, nem vaidade,

e sem a farsa da devoção.

 

Eu quero amar intensamente,

sentir o calor que simplesmente

incendeia meu coração.

 

Quero viver apaixonado,

com um louco, afeiçoado,

e ter com a vida, gratidão.

 

Não quero amores silenciados,

com submissão ou abafados,

pois isto não é amor, mas dominação!

 

Só quero amor com igualdade,

com respeito, identidade

e com o fogo de uma paixão.

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s