ANTES QUE O DIA TERMINE

21out2015--india-toma-banho-nas-aguas-do-ribeirao-taquarucu-enquanto-o-sol-nasce-em-palmas-tocantins-a-cidade-e-a-anfitria-dos-primeiros-jogos-mundiais-dos-povos-indigenas-que-contam-com

Foto: Por-do-Sol no Rio Amazonas

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda

 

Não podemos deixar que a dor silencie a nossa alma.

Nascemos para romper barreiras e não desistir.

Frases vazias que se espalham não dizem nada.

Mais forte é o coração que pulsa por liberdade.

 

Não podemos deixar que enterrem nossa esperança.

Somos a arte que colore os muros de uma cidade cinza,

a mais singela flor molhada pelo orvalho no nascer da aurora,

o grito que não se cala diante da opressão.

 

Não podemos deixar que balas sejam mais fortes que nossa resistência.

Nem que a mentira supere o riso do amor profano.

Andaremos na noite mesmo que o ódio roube a Lua

e proclamaremos no vento a grandeza da nossa vitória!

 

 

 

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s