Pequeno Poema de Amor

A

Foto: Os Amantes (1928), de René Magritte

 

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda

 

Minha alma é tua!

Eu, que sempre fui insanamente independente,

guerreiro impávido de uma luta sem adversários,

estou entregue, à espera das tuas escolhas.

 

Os meus sonhos são teus!

Não consigo projetar o horizonte sem te ver ao meu lado,

sem ver a beleza resplandescente do teu sorriso,

mesmo em noites apagadas.

 

Os meus desejos são teus!

Sinto o coração vibrar em trepidante ansiedade,

e o corpo aquece querendo enlaçar-se ao teu,

moça das horas, senhora do infinito.

 

Tens, também, o controle dos meus sentidos!

Noto a tua presença até mesmo nos matizes envolventes da tarde

que, assim como os teus olhos, mudam conforme a incidência da luz,

pois até a natureza conspira para o teu domínio.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s